Com presença garantida nas documentários, jornais e redes sociais, existem algumas florestas brasileiras que despertam a curiosidade e que são assunto em todo o mundo. Mas será que todos sabem o que é Mata Atlântica?

Mico-leão-dourado, um dos símbolos quando o assunto é o que é Mata Atlântica
Entre as diversas espécies que exitem na região, o Mico-leão-dourado é um dos símbolos quando o assunto é o que é Mata Atlântica – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

Essa é uma das maiores riquezas naturais, responsável por abrigar um ecossistema completo com árvores, plantas e animais. Com clima tropical, a extensão é enorme, atingindo regiões do Sul ao Nordeste.

A vegetação natural também está presente em alguns países vizinhos, como Paraguai e Argentina. Entretanto, há um sinal de alerta para os números que mencionam a preservação e cuidado com a natureza.

De acordo com dados da Fundação SOS Mata Atlântica, restam apenas 12,4% da floresta original – porcentagem baixa e que precisa ser preservada para garantir a sobrevivência de diversas espécies nativas.

Onde fica a Mata Atlântica?

Além da dúvida sobre o que é a Mata Atlântica, algumas pessoas questionam onde encontrá-la. A presença dessa floresta está em 17 Estados, incluindo:

  • Rio Grande do Sul;
  • Santa Catarina;
  • Paraná,
  • São Paulo;
  • Goiás;
  • Mato Grosso do Sul;
  • Rio de Janeiro;
  • Minas Gerais;
  • Espírito Santo;
  • Bahia;
  • Alagoas;
  • Sergipe;
  • Paraíba
  • Pernambuco;
  • Rio Grande do Norte;
  • Ceará;
  • Piauí.

A mata é o lar de 72% da população brasileira, além de concentrar 70% do PIB nacional, segundo dados da Fundação SOS Mata Atlântica. Algumas medidas estão sendo adotadas para manter o cuidado com a natureza e uma delas é a criação das Unidades de Conservação (UCs) – parques e reservas que resguardam o patrimônio natural.

Por mais que essa vegetação pareça estar tão longe dos centro urbanos, é importante entender que cada região precisa cuidar do espaço de preservação, mantendo a área em segurança e incentivando a educação ambiental.

Agora que você sabe o que é Mata Atlântica e onde ela fica, é hora de conferir quatro curiosidades dessa riqueza natural.

1.Dia Nacional da Mata Atlântica

Conhecida pela diversidade e beleza, 27 de maio foi marcado para ser o Dia Nacional da Mata Atlântica. A data foi criada por meio de um decreto presidencial (1999) com o intuito de explicar o que é a Mata Atlântica e a importância da preservação e do cuidado à natureza, incentivando a conscientização ambiental e as práticas diárias que podem contribuir com o meio ambiente.

É fato que a floresta encanta brasileiros e estrangeiros, chamando a atenção desde 1500 – quando os portugueses chegaram por aqui e descobriram as especiarias e madeiras nativas. Entretanto, a urbanização colocou em risco uma das maiores matas do planeta, ameaçando espécies.

2.Reconhecida pela Unesco

Engana-se quem pensa que as florestas brasileiras não são conhecidas. As plantas e animais que habitam aqui chamam a atenção de órgãos de todo o mundo, incluindo as Nações Unidas Para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), responsável por colocar a Mata Atlântica como um dos Patrimônios Naturais da Humanidade.

Além de ser exaltada pela beleza, o selo é importante para reafirmar a necessidade da preservação, protegendo o ecossistema. Vale destacar que o reconhecimento é válido para a região Sudeste, na área localizada entre os estados de São Paulo e Paraná.

3.Ameaça de extinção

Desde o descobrimento do país e a chegada dos portugueses, muitos espaços foram modificados. Com o interesse pela matéria-prima e a venda de árvores nativas, a mata foi sendo devastada aos poucos.

Mais do que a queda da vegetação, o novo ambiente foi distanciando os animais e os ecossistemas que se desenvolviam na região. Com a urbanização e o aumento da população, a prática se intensificou, devastando áreas verdes que foram substituídas por construções e plantações, incluindo as lavouras de café e cana de açúcar.

Entre os anos de 2019 e 2020, 13 mil hectares foram desmatados. Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Bahia, Piauí, Paraná, Santa Catarina, Sergipe, Rio de Janeiro e São Paulo são os Estados que registram as maiores ocorrências, conforme dados do relatório da Fundação SOS Mata Atlântica.

4.Lar do mico-leão-dourado

É impossível entender o que é a Mata Atlântica sem observar os animais que vivem no ambiente. O Brasil é um país rico em muitos quesitos e a floresta é a moradia de diferentes espécies populares – desde os animais mais mansos até os perigosos.

Onça, capivara, jaguatirica e cobra, por exemplo, são alguns dos animais que sobrevivem na região, e entre os moradores mais populares está o mico-leão-dourado, raça que também está ameaçada.

Conhecido por seus pelos cor de ouro, o primata é uma exclusividade da Mata Atlântica. Pequeno no tamanho, com altura de até 60 centímetros, a sobrevivência é em grupo, com no máximo 14 integrantes. Frutos, animais invertebrados e pequenos vertebrados fazem parte da alimentação.

Para que o mico continue sendo um símbolo nacional e mundial da luta pela preservação, é preciso incentivar o cuidado com o meio ambiente.

Para entender o que é Mata Atlântica, o primeiro passo é conhecer os animais que vivem na região
Quando o assunto é entender o que é Mata Atlântica, o primeiro passo é conhecer os animais que vivem na região – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

Quais atitudes podem contribuir com a mata?

Além de saber o que é Mata Atlântica e onde fica a Mata Atlântica, existem algumas práticas conhecidas e que devem fazer parte do cotidiano. Por mais que a preservação da área seja um cuidado do poder público, alguns hábitos podem contribuir com o cuidado e preservação, incluindo a sustentabilidade na escola.

Fazer o descarte correto do lixo, cuidar das árvores e plantas, economizar na água, priorizar a iluminação natural e manter o consumo consciente são atitudes válidas e que devem fazer parte da sua rotina. O conhecimento e os hábitos sustentáveis são fundamentais para um mundo melhor.