Sabe aquela matéria que você tem dificuldade para memorizar? E aquela prova que dá medo só de pensar? É fato que algumas situações podem gerar estresse e ansiedade, mas os problemas podem ser resolvidos com uma rotina de estudos eficiente.

Garota organizando a rotina escolar
A rotina de estudos precisa fazer parte do dia a dia, avaliando as disciplinas que devem ser estudadas durante a semana – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

Por mais que a prática já seja utilizada por alguns alunos, o segredo é manter a constância, entendendo que a organização é a palavra-chave para melhorar o rendimento dentro e fora da sala de aula.

Ainda não sabe como criar uma rotina de estudos? Calma! Vamos te explicar como fazer o planejamento seguindo sete passos que vão facilitar a sua vida. Confira!

O que é uma rotina de estudos?

Antes de falar sobre o processo, primeiro você precisa entender o que é uma rotina de estudos, certo? O termo já é utilizado e significa ter uma organização para estudar, com datas e horários definidos.

O cuidado ao escolher o ambiente, a definição dos assuntos e a preparação para começar a rever a matéria também são pontos importantes e que fazem a diferença quando o assunto é continuar estudando em casa.

Como o nome já sugere, o plano deve ser seguido de segunda a sexta, com foco e determinação. Sem espaço para a preguiça e com empenho, algumas horas já fazem a diferença.

Como criar uma rotina de estudos: 7 passos para organizar o processo

Se você chega em casa já pensando nas matérias que vai estudar, com receio de não dar conta de todas as tarefas, saber como criar uma rotina de estudos é o segredo para começar a planejar a semana com antecedência e calma.

Além de ser uma forma de colocar em ordem os pensamentos, a atitude ajuda a diminuir a ansiedade, deixando a mente livre para dar atenção ao que realmente importa: a educação.

Se você gostou da ideia e não sabe por onde começar, veja os sete passos que vão te ajudar:

1. Pense nos compromissos da semana

O primeiro passo é pensar nas ações que você precisa executar na semana. Avalie os afazeres em casa e na escola, colocando cada entrega em ordem de prioridade. O segredo é ir pensando cada dia de uma vez, sem esquecer de nenhuma obrigação.

Assim é mais fácil organizar o horário que você tem disponível e o que deve ser feito em cada semana. Você pode até achar complicado nas primeiras vezes, mas com o tempo a organização vai ser simples e rápida.

2. Use um cronograma

Coloque as informações em um cronograma para não deixar nada de lado. Estipule as datas e os horários para cada atividade, levando em consideração o tempo que você precisa para estudar.

Este mecanismo é a melhor opção para simplificar e otimizar os prazos, comprovando que é possível aprender e ainda desfrutar do tempo de lazer.

3. Escolha o local adequado

Tão importante quanto o tempo, o ambiente adequado é essencial para que você consiga manter o foco. Avalie os cômodos da sua casa, analisando as suas necessidades e o local ideal para aprender.

Dê preferência para um espaço tranquilo, que seja confortável e de fácil acesso. Aproveite para deixar os materiais preparados, com tudo o que você precisa para estudar.

4. Como você gosta de estudar?

Quando o assunto é como organizar a rotina de estudos, a sua maneira de entender o conteúdo precisa ser levada em consideração. Isso porque algumas pessoas preferem ler o livro, enquanto outras gostam de ir anotando e grifando as partes importantes.

Não existe um caminho certo ou errado. O que vale é a maneira como o seu cérebro consegue assimilar as informações.

5. Aposte nas revisões

Antes de ir para aquela prova ou atividade decisiva, não deixe de fazer um resumo! A prática é uma das mais conhecidas e pode te ajudar a memorizar trechos relevantes.

O resumo pode ser feito por partes, enquanto você estuda. Outra opção é ler todo o material e fazer um apanhado geral. Além das anotações em papel, outra opção é gravar alguns áudios – use o recurso sonoro para fixar a matéria.

6. Deixe o celular de lado

Se você é daqueles que não larga o smartphone por nada e está sempre conectado nas redes, é importante aprender que a pausa é necessária e que a conectividade pode prejudicar o aprendizado.

Para que a rotina de estudos seja proveitosa, deixe o seu celular no modo silencioso e fora de alcance. Pense que você poderá conferir as novidades quando terminar as obrigações.

Por mais que a tecnologia seja uma aliada no desenvolvimento, é preciso ter controle para não desperdiçar o tempo nas redes sociais, estudando na última hora e sem foco.

7. Mantenha o cuidado com a saúde

De nada adianta todo o esforço e disciplina se você não estiver cuidando da saúde. Manter uma alimentação equilibrada, uma noite de sono regrada e os momentos de lazer são essenciais para memorizar o conteúdo.

A rotina de estudos só será benéfica se você conseguir encontrar o equilíbrio entre a educação e os momentos de repouso. Praticar uma atividade física e separar alguns minutos para fazer o que você gosta são atitudes que contribuem com a performance – seja estudando em casa ou na escola.

Organizando a rotina de estudos: 3 aplicativos que podem te ajudar

Existem alguns aplicativos que podem ser utilizados no dia a dia e que vão facilitar a rotina de estudos. Confira a lista:

  • Evernote

Para quem gosta de fazer anotações e checklist, o Evernote é a opção ideal. Fácil e acessível, é possível criar diversas listas, com tamanhos e anotações variadas. Depois é só salvar e acessar o arquivo sempre que precisar.

  • Google Calendar

O Google Calendar serve para definir as datas e os horários da sua rotina de estudos. Aproveite para usar as cores e a opção de aviso que a plataforma disponibiliza, deixando os compromissos organizados.

  • Trello

Se você é uma pessoa visual e que precisa concluir as tarefas, o Trello corresponder as expectativas. Por lá é possível criar cards para cada obrigação, incluindo tags e classificações.

Saber como criar uma rotina de estudos é essencial para otimizar o tempo, provando que você pode estudar e descansar sem precisar se preocupar com as atividades escolares.