Já pensou como seria escrever uma carta para o seu eu do futuro? O que você deixaria registrado? Para instigar a curiosidade nos alunos, a Escola de Ensino Básico (EEB) Dom Joaquim, no município de Braço do Norte, criou uma cápsula do tempo.

Alunos, professoras e familiares acompanham a inauguração da cápsula do tempo
Alunos, professoras e familiares acompanham a inauguração da cápsula do tempo – Foto: Adriana Delajustina Jasper Ricken

Os estudantes da primeira série do ensino médio foram convidados a participar da atividade, guardando algumas cartas que serão abertas em 2024. As anotações foram armazenadas no memorial que foi inaugurado em 30 de abril.

Com um lugar exclusivo, as demais turmas também podem repetir a atividade. As professoras Adriana Delajustina Jasper Ricken e Rosimere de Oliveira Tabacki, responsáveis pelas matérias de geografia e história, respectivamente, estiveram à frente de todo o projeto – desde a idealização, que começou em 2016, até a entrega.

“Estamos vivendo um momento que ficará na história, com o primeiro ano do Novo Ensino Médio e a inauguração oficial do memorial cápsula do tempo, permitindo aos alunos depositarem seus projetos de vida e desejos para o futuro”, conta a educadora Adriana.

A ação vai de encontro com a disciplina Projeto de Vida, uma das temáticas do novo modelo de ensino que começa a ser testado este ano. O objetivo é incentivar as reflexões em sala de aula, permitindo o autoconhecimento e a idealização do futuro.

Aproveitamos a temática para unir forças e finalizar (o memorial). Colocamos as cartinhas na cápsula do tempo durante o evento, que aconteceu no Dia da Família na escola. Fizemos uma inauguração oficial contando como foi a construção”, comenta Adriana.

Como funciona uma cápsula do tempo?

A cápsula do tempo é uma atividade conhecida, muito retratada em filmes e séries, como aquele momento em que amigos fazem pactos para guardar memórias e os desejos para o futuro. Se você nunca teve essa experiência e pensa em fazer uma cápsula do tempo, a atividade é simples. Confira o passo a passo:

  • Quanto tempo vai durar a sua cápsula do tempo?

O primeiro passo é definir a duração. A cápsula do tempo não tem um tempo obrigatório e você pode estipular um prazo de acordo com o seu desejo. Algumas pessoas preferem escrever pensando em poucos anos, mas existem aquelas que preferem esperar mais pelo reencontro.

  • Em qual lugar você vai guardar as anotações?

O lugar também é importante, afinal, é fundamental escolher um espaço seguro. Algumas pessoas escolhem enterrar os bilhetes, mas existem aqueles que deixam as memórias guardadas em locais de fácil acesso. O segredo é não esquecer!

  • Quais objetos e cartas você vai armazenar?

Além da carta, existem outros itens que podem ser armazenados. Diários, brinquedos e presentes podem ser algumas das opções – desde que seja algo que marcou uma fase da sua vida. São esses detalhes que vão transformar o reencontro em um momento especial!