O mercado está em constante mudança. Entre reuniões virtuais, inteligência artificial, automatização e startups, existem trabalhadores que precisam se adaptar a todo momento às novidades que surgem. O conjunto destes fatos formam a principal característica do profissional do futuro: a flexibilidade.

profissional do futuro
As características que o profissional do futuro precisa ter vão desde inteligência emocional até comunicação efetiva com clientes – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

Devido às inovações tecnológicas e a instauração do meio digital como principal plataforma de trabalho e comunicação, ainda mais por conta da pandemia, a multiplicação de novos conceitos e maneiras de trabalhar obriga o profissional a acompanhar as mudanças na mesma velocidade em que elas ocorrem.

Leia mais: 5 cursos gratuitos para quem está em busca de formação profissional

Nesse sentido, o futuro dos trabalhadores também solicita o aperfeiçoamento de competências comportamentais que atendam a essas demandas. Sabendo o que esperar do profissional do futuro, é possível praticar as competências necessárias e aumentar o seu valor dentro do mercado.

Por conta disso, separamos cinco características que você pode praticar a partir de agora para se transformar em um profissional capaz de transitar pelo mercado com confiança no futuro. Confira.

1. Aproximação com a tecnologia

Trabalho remoto, ensino online, home office: com a pandemia, algumas tendências, antes reservadas a nichos específicos, foram adotadas em quase todo o mercado. Se antes a tecnologia e a internet já eram fatores indispensáveis para a competitividade das empresas, agora ganhou uma força que só se imaginava como projeção para os próximos anos.

Além disso, o mundo digital produz uma quantidade gigantesca de dados que servem para inúmeros propósitos, desde a criação de softwares até a análise de perfil do cliente. Isso implica na busca de pessoas que tenham a capacidade de utilizá-los de forma eficiente e estratégica.

2. Valorização de soft skills

Em um mundo onde os computadores e máquinas ganham cada vez mais força, separar um tempo para aperfeiçoar competências que elas não são capazes de produzir e ofertar é extremamente necessário.

Habilidades de lideranças, pró-atividade e inteligência emocional, que fazem parte da essência humana, tem uma tendência muito grande de serem valorizadas nos profissionais do futuro.

3. Trabalho em equipe

Apesar de existir a tendência de os trabalhos serem cada vez mais remotos e no conforto de casa, as equipes não se extinguirão, muito pelo contrário. Pessoas dispostas a trabalhar em equipes com diferentes culturas, identidades e singularidades serão essenciais, já que as barreiras físicas ficarão menores graças à tecnologia.

4. Foco na experiência do usuário

O agrado ao cliente sempre foi tópico principal em todas as empresas e comércios desde sempre, mas com oferta enorme de diversas plataformas diferentes dentro da internet, o empoderamento do cliente surge como alvo principal do futuro. Desenvolver meios de centrar no cliente uma experiência memorável faz parte do sucesso de qualquer empresa.

5. Flexibilidade

Como mencionamos no início do texto, a flexibilidade é uma das principais características do profissional do futuro. Ela garante que o profissional estará apto a aprender e lidar com novas ferramentas de trabalho, assim como, a mudanças na estrutura de trabalho.

Assim sendo, ele conseguirá pensar “fora da caixa”, oferecendo possibilidades estratégicas para solucionar problemas do cotidiano, saindo da sua zona de conforto.