A prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é temida pela maioria dos estudantes, por conta de uma série de regras específicas que podem desclassificar os candidatos. Mas não há motivo para preocupação, conhecendo a estrutura da prova é possível alcançar a nota máxima.

Estudante escrevendo redação do Enem
Prova de redação do Enem possui estrutura característica do gênero dissertativo-argumentativo – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

Confira quatro passos para escrever uma boa redação:

1. Contextualize a proposta

A prova de redação do Enem, geralmente, traz uma proposta sobre algum problema presente na sociedade brasileira. O candidato deve utilizar um espaço entre sete e 30 linhas para escrever um texto em formato dissertativo-argumentativo e encontrar uma proposta de intervenção para o problema apresentado.

O segredo para escrever uma boa redação é a contextualização. Para conquistar pontos na avaliação, o candidato precisa provar que compreendeu o tema – e uma forma de fazer isso é inserindo a proposta em um contexto.

Dessa forma, o texto fica mais atrativo e próximo da realidade. É permitido adicionar dados de pesquisas e outras informações concretas para contextualizar o tema.

Leia mais: 42 possíveis temas para a redação do Enem 2021

2. Elabore uma tese

Um dos objetivos é avaliar o posicionamento dos candidatos sobre o assunto proposto e é aí que entra a tese, que é basicamente o ponto de vista do candidato sobre o tema. É possível expressá-lo no texto através de afirmações positivas ou negativas.

Lembre-se de que no gênero textual dissertativo-argumentativo não é permitido utilizar expressões em primeira pessoa. Para isso, é necessário aprofundar a opinião do assunto por meio de dados comprovados.

Uma boa forma de fazer isso é através de exemplos e citações. Em hipótese alguma comece frases com “eu acho” ou “na minha opinião”. Expressões que não demonstram impessoalidade empobrecem o texto e podem zerar a redação.

3. Construa argumentos

A capacidade de argumentação do candidato é uma das competências avaliadas pelos examinadores na prova de redação do Enem.

A argumentação é a parte mais importante do desenvolvimento. Não basta apenas demonstrar a opinião: para alcançar uma pontuação alta e atingir a nota máxima, o candidato precisa apresentar bons argumentos para defender o seu ponto de vista.

Lembre-se: bons argumentos são baseados em dados e informações concretas. Evite argumentar com base em senso comum e teorias da conspiração, ou seja, fuja das fake news.

4. Elabore uma proposta de intervenção

A proposta de intervenção é a cereja do bolo da prova de redação do Enem. O motivo de ser tão importante é porque ela é um dos critérios de avaliação da prova e, sozinha, vale 200 pontos.

Mas calma, não precisa entrar em pânico! Apesar de parecer um pouco assustador, é bem simples escrever uma proposta de intervenção. Com a argumentação do ponto de vista sobre o problema apresentado no tema, agora tudo o que precisa ser feito é apresentar uma solução para ele.

Tome muito cuidado e evite ideias radicais para não acabar ferindo os direitos humanos, ultrapassar esse limite pode custar não apenas a sua nota, mas o seu ingresso em uma faculdade.