Hoje, dia 21 de dezembro, começa oficialmente o verão no Hemisfério Sul e só de pensar na estação mais quente do ano já nos faz querer mergulhar em uma piscina. No entanto, esse momento tão esperado por muitos pode ser um verdadeiro pesadelo para algumas pessoas que não se sentem à vontade com o próprio corpo para vestir um traje de banho e curtir a praia.

autoestima e autoaceição
Problemas de autoestima afetam principalmente mulheres e adolescentes – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

A falta de autoestima, infelizmente, é um problema que atinge em sua maioria adolescentes e mulheres e pode causar muito sofrimento. Felizmente, existem muitas maneiras de trabalhar a autoestima, nesse post separamos quatro dicas de filmes para você se inspirar e começar a trilhar o caminho da autoaceitação. Confira:

1. Meninas Malvadas (2003)

Mudar de escola pode ser uma experiência desafiadora. No filme “Meninas Malvadas” acompanhamos a jovem Cady Heron que passa a frequentar uma escola nos Estados Unidos após viver muitos anos com os pais cientistas na África. No começo, Cady tem dificuldade para se adaptar ao novo ambiente, mas logo faz amizade com um grupo de garotas.

No entanto, as novas amizades fazem Cady questionar suas próprias atitudes e ela precisa escolher entre as garotas ou fazer o que é certo. O filme mostra como o bullying praticado na escola pode afetar a imagem e, principalmente, a autoestima de garotas adolescentes. A mensagem é uma verdadeira lição sobre se aceitar e respeitar as diferenças dos outros.

2. Pequena Miss Sunshine (2006)

O sonho da pequena Olive é participar do concurso Pequena Miss Sunshine, que elege as crianças mais bonitas dos Estados Unidos. Apesar de ser considerada “fora do padrão”, a garota não desiste de lutar pelo seu sonho e parte com a família em uma emocionante viagem para chegar no horário e realizar a sua apresentação.

O filme aborda temas delicados de forma leve e traz lições valiosas sobre persistência, solidariedade, aceitação e superação. Além disso, o filme nos faz refletir sobre a importância de ter o apoio da família para superar momentos difíceis.

Leia mais: Férias na pandemia: quais cuidados tomar para se divertir com segurança

3. O Mínimo para Viver (2017)

Na trama acompanhamos o drama de Ellen, uma jovem de 20 anos que sofre de anorexia, um problema que afeta muitas pessoas no mundo inteiro. No ápice da doença, quando acreditava não ter mais cura, a jovem encontra um médico que a desafia a mudar de vida, seus métodos não convencionais prometem ajudá-la a enfrentar a doença.

O filme é emocionante e aborda temas complexos de uma forma sensível. Ao lado da família e com o apoio dos amigos, Ellen vai embarcar em uma comovente jornada de autodescoberta e autoaceitação.

4. Felicidade por um fio (2020)

O cabelo pode ser motivo de insegurança para muitas mulheres, especialmente se não for liso e longo – considerado o mais bonito pelos padrões de beleza. Mas essa regra não existe, é apenas uma construção social que pode ser desconstruída como mostra o filme “Felicidade por um fio”.

No filme, conhecemos a história de Violet, uma publicitária bem-sucedida que, após sofrer uma decepção amorosa, resolve mudar seu estilo de vida começando pelo próprio cabelo, que decide raspar para assumir os fios naturais. Nesse processo de transição, a protagonista nos dá uma grande lição de autoaceitação.