De onde surgiu a tão falada cultura brasileira, famosa mundo afora por suas diversas singularidades? Além dos traços físicos e marcas genéticas, é impossível tocar neste assunto sem mencionar a grande influência africana no jeito de ser e viver no Brasil. No mês da diversidade, a importância de reconhecer essas raízes torna-se ainda mais necessária.

africanas
As influências africanas estão presentes desde a culinária até o folclore no Brasil – Foto: iStock/ Divulgação/Educa SC

Leia mais: Antonieta de Barros: na luta pela educação e direitos de raça e gênero

A cultura africana é rica e diversa, com inúmeras línguas, culturas, povos, religiões e costumes. No século 16 chegaram ao território sul americano, por meio do tráfico negreiro, povos de diferentes regiões da África como os Bantus, Nagôs, Jejes, Hauçás e Malês. Junto com eles, além das consequências impostas pela escravização, começou a nascer no Brasil uma nova forma de existir.

De uma forma ou de outra, o intercâmbio cultural no período colonial foi intenso e violento. Forçados a aprender o português, suprir sua cultura e converter suas crenças ao catolicismo, os africanos desenvolveram várias formas de sincretismo, integrando nas vivências católicas parte da sua ancestralidade.

Ao mesmo tempo que tornavam suas expressões religiosas e culturais uma forma de resistência e pertencimento à terra que foram roubados, incorporaram algumas práticas europeias e indígenas. Enquanto os portugueses e os povos originários do Brasil também foram involuntariamente influenciados pelos costumes africanos. Esse processo é a base da formação sociocultural do Brasil.

Leia mais: Conheça 3 fases da vida de Cruz e Sousa para trabalhar em sala de aula

Entender que a cultura brasileira possui em seu cerne toda a história de luta da vinda e da permanência da população afro no território nacional é muito importante para começar a compreender todos os impactos que esses acontecimentos ainda têm no presente.

Desta forma, separamos quatro elementos que fazem parte da cultura afro-brasileira para você começar a enxergar o Brasil de uma forma mais clara e abrangente.

1. Vocabulário

Você já se perguntou por que o Português “brasileiro” é tão diferente ao de Portugal? A África, em conjunto com as matrizes indígenas, é uma das principais responsáveis pela maneira que falamos hoje.

O nosso vocabulário é cheio de palavras, termos e expressões que vêm diretamente da origem africana. Além da musicalidade única que o falar brasileiro possui. Palavras como abadá, caçamba, fubá, corcunda, mochila, miçanga, samba, tagarela e moleque são oriundas de regiões que hoje pertencem à Angola, Congo e Moçambique.

2. Música

A cultura africana também contribuiu com diversos ritmos e instrumentos que compõem a base da música popular brasileira. O samba, um dos maiores símbolos da identidade nacional e do Carnaval, teve sua origem na mistura de melodias, batuques e cantos dos rituais africanos com ritmos brasileiros.

Existem várias pesquisas de historiadores e etimologistas que afirmam que a origem da palavra “samba” vem da palavra angolana “semba”, um ritmo popular local. Outros gêneros musicais, como o Lundu, deram origem à base rítmica do maxixe, choro, bossa-nova e outros gêneros musicais atuais.

3. Folclore

Talvez a maior festa do folclore brasileiro, o Bumba Meu Boi – ou Boi de Mamão como é chamado em Santa Catarina – é de origem negra. Criada na região Nordeste no século 18, a festividade encontrou no Boi figuras simbólica e econômica da época, a sua base.

A dança e as músicas da festa consistem na vida de um casal de escravizados: Pai Francisco e Mãe Catarina. Grávida, a mulher começa a ter desejos por língua de boi. Para atender as vontades da amada, Francisco mata o boi mais belo de seu senhor. Percebendo a morte do animal, o dono da fazenda convoca curandeiros e pajés para ressuscitá-lo. Quando o boi volta à vida, toda a comunidade celebra.

Por ser uma festa de matrizes africanas, o Boi de Mamão já sofreu perseguição da polícia, chegando a ser proibido de 1861 a 1868. Porém, em agosto de 2012, a expressão folclórica foi reconhecida como manifestação cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), recebendo a certificação do título de Patrimônio Cultural do Brasil.

4. Culinária

Qual é a primeira coisa que vem à sua cabeça quando perguntam a comida típica do Brasil? A feijoada possui uma influência muito grande da cultura africana. Nascida nas senzalas, a primeira versão foi feita a partir das sobras das refeições que alimentavam os senhores, uma mistura de feijão e farofa. Mais tarde, junto a esta mistura, foi incrementado partes de carnes de porco como pé, nariz e orelhas.

A influência da cultura africana é também evidente na Bahia, onde foi introduzido o dendezeiro, uma palmeira africana da qual se extrai o azeite-de-dendê. Os traficantes de escravos também trouxeram para o Brasil a banana, ícone da brasilidade mundo afora.

Mês da Diversidade Cultural

Durante todo este mês de novembro, o Educa SC apresenta uma série de conteúdos no canal e no portal para falar sobre a Diversidade Cultural e importância de discussão sobre o assunto nas escolas catarinenses.