A tecnologia entrou na vida e no dia a dia das crianças e adolescentes de forma avassaladora nos últimos anos. Nas cidades grandes, as brincadeiras nas ruas deram lugar a partidas de jogos online, onde a interação acontece apenas através das telinhas. Com essa mudança, a chegada das lousas digitais nas salas de aula foi bem recebida tanto por alunos quanto por professores.

LOUSA DIGITAL
A lousa digital é o futuro da educação com suas diversas possibilidades de uso – Foto: iStock/ Divulgação/Educa SC

Lousa digital é o nome dado à evolução tecnológica do quadro de giz e caneta, utilizado para dar suporte aos estudantes e educadores de forma atual e interativa. O instrumento funciona como a tela de um computador em grande escala, inteligente e sensível ao toque.

Leia mais: Gamificação na educação: veja como trabalhar esta prática com os alunos

Essa nova forma de vivenciar a sala de aula tem o intuito de causar mais impacto no aluno, fazendo com ele fique mais atento às lições e participativo na resolução de problemas e discussões.

Além disso, o quadro digital tem sido um grande aliado para pessoas com deficiências físicas, já que permite que o aluno consiga brincar, jogar, pintar e interagir mesmo com a atividade motora comprometida. Assim, a tecnologia aliada à vontade do professor de ensinar promove a inclusão desses estudantes, que antes poderiam ser excluídos de alguma dinâmica.

Leia mais: 6 livros para incentivar a leitura nos Anos Finais do Ensino Fundamental

As apresentações são uma aplicabilidade óbvia para a nova ferramenta, mas como ir além disso? De que maneira atingir todas as potencialidades que a lousa digital oferece? Para responder a essas perguntas, separamos cinco dicas de atividades tecnológicas para você aplicar em sala de aula e tornar o quadro digital o seu grande aliado.

1. Jogos interativos

Jogos não são apenas diversão. Além de permitir que o aluno desenvolva relações, eles favorecem o desenvolvimento afetivo, cognitivo, moral e a resolução de problemas.

A coordenação de pontos de vista, elaboração de estratégias, interpretação da jogada dos colegas, respeito e aplicação das regras são todas possibilidades de exercícios significativos para a formação acadêmica e pessoal do estudante.

2. Filmes e documentários

Os recursos de mídia são uma ótima forma de cativar os alunos na hora da aprendizagem. Vários títulos atuais que carregam um espaço no coração da garotada podem ser utilizados de forma didática em discussões.

Além de cativar seus alunos, você também irá contribuir para a formação de um repertório cultural rico em suas vidas, formando o senso crítico.

3. Uso de imagens e satélites

Nas aulas de Geografia e Física, esse recurso pode ser muito rico. Planetas, estrelas e astros podem ser visualizados com imagens reais e serem apresentados para os alunos de uma forma que muitos deles nunca tiveram contato.

4. Softwares e aplicativos

Gráficos matemáticos, rotas planetárias, demonstração da energia de corpos, separação de misturas e estrutura de átomos. Tudo isso é possível a partir de aplicativos que dão ao educador todas as ferramentas para uma experiência quase prática na vida dos alunos.

5. Montar modelos e esquemas

A lousa digital pode funcionar como mediadora de debates, problematizações e esquemas em que o professor inicia a atividade proposta e deixa a responsabilidade de sua realização com os alunos.

Dessa forma, além de eles terem a possibilidade de cada um poder mexer no quadro, eles estarão trabalhando em equipe para solucionar algum problema ou questão apresentada.