O conhecimento, a memorização das matérias e o desempenho do aluno são imprescindíveis para a educação. Para que o ensino seja efetivo, existem diversas etapas que precisam ser planejadas antes do contato em sala de aula, incluindo a criação e organização da rotina escolar.

cada minuto é importante na rotina escolar
Planilhas e calendários são mecanismos que podem facilitar a rotina escolar – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

Por mais que a prática seja conhecida pela maioria dos professores, é importante ter em mente que o planejamento faz a diferença – desde a escolha do tema até as horas que serão destinadas a cada atividade.

Para melhorar a gestão de tempo e facilitar os processos que antecedem as aulas, separamos quatro dicas que podem fazer a diferença na criação de uma rotina escolar. Confira!

Qual é a importância da rotina escolar?

Desde a chegada da turma até a hora que o sinal da saída bate, existem diversas tarefas que devem ser executadas, levando em consideração o estudo proposto para cada classe.

Mas como gerenciar as etapas do aprendizado e estipular o período certo para as interações? As dúvidas são pertinentes e devem ser levadas em consideração quando o assunto é a rotina escolar.

É necessário usar cada minuto da melhor forma, oferecendo espaço e oportunidade para que o estudante tenha contato com o que está sendo trabalhado, enxergando o ambiente como uma alternativa para expor pensamentos e dúvidas.

Mas não será possível trabalhar o tempo se as aulas não forem planejadas com antecedência, levando em consideração as necessidade de cada turma.

Além da apresentação do conteúdo, o método precisa orientar os jovens, que sabem o que vai acontecer nos dias seguintes e conseguem se preparar. A rotina escolar, além de facilitar o aprendizado, ainda é uma aliada para amenizar a ansiedade que muitos sentem antes do encontro com o professor.

Rotina escolar: quais são as funções?

Muito além das lições de casa, pensar na educação como um todo é o ponto de partida para que os envolvidos possam aprender em tempo integral, instigando habilidades e competências que serão usadas no futuro.

E quais são as funções do planejamento? O que pode ser visto de diferente nos casos em que os educadores e diretores decidem trabalhar com a rotina escolar? A melhora nos processos, a autonomia, a segurança, a estabilidade e a participação ativa da classe são mudanças que podem ser notadas.

Isso porque o tempo é o segredo para conseguir estruturar cada decisão, melhorando a relação entre o professor e o aluno – ponto indispensável para garantir o interesse e a frequência escolar.

Ter alguns minutos para conversar e expor situações da rotina, falar sobre o que a turma gosta e conseguir equilibrar os momentos de aprendizagem individual e em grupo são outras situações que podem ser facilitadas pela rotina escolar.

Como organizar a rotina escolar?

Por mais que muitos conheçam o termo, ainda existem dúvidas no momento de criar a rotina escolar. É fato que os elementos externos influenciam, mas é importante ter em mente qual é o ponto de partida e como repassar as alterações para a classe sem que os estudantes fiquem angustiados ou ansiosos.

Antes mesmo de pensar no que será feito, a discussão precisa contar com a participação de todos os profissionais, levando em consideração o que será ensinado ao longo do ano. Depois é preciso pensar na sua rotina como professor e nas atividades que devem ser realizadas no dia a dia. O terceiro passo é focar na atuação em sala de aula.

A sequência é essencial para alinhar as questões e balancear as expectativas em cada encontro. Para pensar na rotina escolar, faça um planejamento prévio do que deve ser visto nos próximos meses. Aproveite para pensar nos imprevistos que podem surgir e na flexibilidade.

Analisar as temáticas que serão abordadas em cada semestre, a medida entre as matérias trabalhadas e as abordagens em sala fazem parte do passo a passo para ter uma rotina escolar.

A recepção dos jovens, chamada, conversa com a turma, revisão das tarefas de casa e a apresentação das atividades devem nortear a rotina escolar, sendo o ponto de partida para o aprendizado.

Os alunos também fazem parte da rotina escolar

Mais do que facilitar o bate-papo, é importante que os alunos conheçam e façam parte da rotina escolar. Para expor as datas e as atividades que vão ser desenvolvidas ao longo da semana ou do mês, exponha as informações em um quadro, facilitando o acesso.

A alternativa favorece os estudantes, que sabem o que será abordado nos próximos encontros, mas também serve de base para que você possa calcular os prazos.

A organização é palavra-chave para melhorar o rendimento e comprovar como cada minuto faz a diferença quando o assunto é a rotina escolar!