Desenvolver um hábito de estudo próprio não é tão simples com tantos estímulos externos que chamam a atenção e desviam o foco quase que em um piscar de olhos: mensagem no celular que chega, notificação de rede social que vibra ou nova temporada da série que estreia.

O problema é que tudo isso fica ainda atrativo quando tem do outro lado o conteúdo da matéria para colocar em dia, prova para estudar ou trabalho para apresentar.

Na imagem aparece uma menina sorrindo com lápis na mão, em sua rotina de estudos em casa
Uma boa rotina de estudos pode refletir diretamente no resultado do bom desempenho escolar – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

Uma rotina saudável de estudo não começa de um dia para outro. É um processo que exige, primeiramente, mudança de pensamento e isso é sempre de dentro para fora e não ao contrário. Desenvolver um novo hábito tem a ver com constância, ou seja, a frequência como é desenvolvido, e não intensidade.

Para tornar a rotina de estudo mais prazerosa, existem alguns caminhos que podem ser trilhados com menos exigência, cobrança e autossabotagem. Veja o que você pode fazer para alavancar o seu processo de aprendizagem em oito passos:

  1. Respeite o seu tempo mínimo de sono para que o seu corpo consiga descansar o suficiente e gerar disposição para o dia seguinte. O sono regular é importante no processo de memorização, mas isso só é possível se você tiver o hábito de um tempo mínimo de descanso para o seu cérebro “digerir” tudo o que aprendeu.
  2. Faça uma tabela com os cinco dias letivos e divida o meio para o período da manhã e da tarde. Liste em cada turno tudo o que você precisa fazer naquele período, incluindo o tempo das aulas, provas, tarefas, trabalhos e obrigações em ordem de prioridade.
  3. Enquanto estiver estudando, fique longe de tudo o que causa distração: celular, televisão ou qualquer outro estímulo externo. O bacana é ter um local mais silencioso e iluminado na hora de estudar, longe de qualquer barulho.
  4. Cada disciplina exige uma concentração e dedicação diferente. Não dá para estudar Matemática da mesma forma que se estuda História, por exemplo. Por isso, é legal separar um horário para cada conteúdo e, toda vez que terminar uma matéria, separe uma pausa de dez minutos para ir ao banheiro, esticar o corpo e relaxar a mente.
  5. Se você tem dificuldade de concentração, existem playlists que ajudam na hora de estudar com músicas de baixa frequência, como lo-fi que são transmitidas ao vivo no próprio YouTube, 24 horas por dia.
  6. Aprenda a curtir o processo de aprendizagem. O estudo é para ser prazeroso e não encarado como uma obrigação. Cada disciplina tem papel fundamental no seu desenvolvimento integral como estudante e todos os conteúdos têm um peso importante na sua aprendizagem.
  7. Inclua na sua rotina um tempo para praticar exercícios físicos, nem que seja dez minutos de alongamento. Isso é importante para liberar as tensões acumuladas no corpo.
  8. Você é capaz de aprender tudo aquilo que se dedicar. Todo hábito passa por um processo de construção. O modo como você se organiza e estuda foi ensinado, você não nasceu com eles. Então, é só questão de tempo, paciência e frequência.