O Natal, comemorado no dia 25 de dezembro, é uma data importante para os cristãos, pois celebra o nascimento de Jesus Cristo, a figura mais importante do Cristianismo. Além da religião, o feriado é marcado por muitos símbolos, comidas típicas e tradições que dão um toque mágico às festividades.

Imagem mostra uma criança nos ombros do pai colocando uma estrela no topo de uma árvore de natal decorada com bolas de diversas cores
O Natal é uma festividade carregada de simbolismos – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

Confira a origem de seis símbolos desta data comemorativa:

1. Estrela de Natal

Imagem retratando os Três Reis Magos seguindo o brilho da Estrela de Natal para chegar até o local de nascimento de Jesus
Estrela de Natal representa o local de nascimento de Jesus – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

A estrela de Natal é o item mais importante da decoração da árvore de Natal: ela fica bem no topo da árvore e representa a estrela de Belém, que guiou os Três Reis Magos até o local de nascimento do Menino Jesus.

Além da Árvore de Natal, a Estrela também é usada para decoração de presépios.

2. Sinos

Imagem mostra um par de sinos dourados pendurados por uma fita vermelha
Sinos de Natal representam o anúncio da chegada de Jesus na Terra – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

“Bate o sino pequenino, sino de Belém, já nasceu Deus menino para o nosso bem…”, quem nunca ouviu essa canção no Natal? Os sinos mencionados nesta famosa canção natalina são usados, geralmente, como enfeites para decorar árvores e portas e representam o anúncio do nascimento de Jesus Cristo.

Isso porque o toque dos sinos, além de marcar a passagem das horas, serve para avisar as pessoas de um acontecimento.

3. Presépio

O presépio é a representação do cenário do local onde Cristo nasceu. Nele figuram o Menino Jesus em sua manjedoura, seus pais Maria e José, os Três Reis Magos (Belchior, Gaspar e Baltazar) que visitaram o Menino Jesus quando nasceu, além dos animais, a Estrela de Belém e do anjo que anunciou o nascimento de Jesus para o mundo.

Inicialmente era montado em igrejas, mas passou a fazer parte da decoração das casas sendo montado comumente embaixo da árvore de Natal.

4. Árvore de Natal

Imagem mostra uma árvore de Natal, decorada com luzes, bolas e outros enfeites, na sala de uma casa com lareira e outros enfeites de Natal. Embaixo da árvore estão os presentes de Natal.
A árvore de Natal decorada é um dos itens mais simbólicos dessa data – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

De acordo com registros históricos, o padre alemão Martinho Lutero (1483-1546), responsável pela Reforma Protestante, montou em sua casa um pinheiro enfeitado com velas para mostrar às crianças como estava o céu na noite em que Jesus nasceu e assim surgiu a tradição de decorar a árvore de Natal.

A partir do século 19, a tradição seguida na Europa, espalhou-se pelo mundo. A árvore geralmente é decorada com bolas, luzes e outros adereços. Cada enfeite possui um significado.

As luzes, por exemplo, representam o céu estrelado e as bolas representam os frutos da vida e os desejos humanos de amor, paz, esperança, felicidade e prosperidade.

A Estrela de Natal, que guiou os Três Reis Magos até o local onde Jesus nasceu, é colocada no topo da árvore. Já os presentes de Natal e o presépio ficam posicionados

5. Papai Noel

Imagem mostra um idoso de óculos, barba branca comprida, usando óculos, luva branca, touca e roupa vermelha
A figura do Papai Noel surgiu a partir de uma divindade do catolicismo – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

O Papai Noel, um dos símbolos mais emblemáticos do Natal, teve origem em São Nicolau, um bispo católico que viveu no século 4 na cidade de Mira, atualmente território da Turquia.

De acordo com a lenda, o santo tinha o costume de presentear as crianças no dia do seu aniversário, 6 de dezembro. Com o passar do tempo, a data foi mudada para o dia 25.

A figura moderna do Papai Noel, representada por um velhinho de barba branca e roupas vermelhas, carregando um saco de presentes em um trenó puxado por renas voadoras, foi criada nos Estados Unidos em 1931, em uma campanha publicitária de uma marca de refrigerantes.

6. Ceia de Natal

Imagem mostra uma mesa com pratos típicos do natal
Ceia de Natal é um momento de confraternização entre as famílias – Foto: iStock/Divulgação/Educa SC

A ceia de Natal, servida tradicionalmente à meia-noite, simboliza a confraternização e a união entre as famílias. O costume de reunir os amigos e familiares envolta da mesa para comemorar o nascimento de Cristo vem da Europa, no entanto, o peru, prato principal da ceia de Natal, tem origem nos Estados Unidos, onde a ave, consumida tipicamente no Dia de Ação de Graças, representa a fartura da colheita.